terça-feira, 30 de novembro de 2010

Vital Brazil lança campanha "Ler é Vital"

Neste Natal, o presente do Instituto Vital Brazil é o conhecimento! A instituição organizou uma campanha diferente para este ano: até o dia 31 de dezembro receberá livros, que serão doados à comunidade do Morro do Vital Brazil, vizinho ao instituto. A campanha faz parte das comemorações de 100 anos da publicação da primeira edição do livro “Defesa contra o Ofidismo”, um marco na história do estudo de veneno de serpentes, escrito pelo cientista Vital Brazil. As doações podem ser entregues na recepção do Instituto Vital Brazil, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. 

Serão aceitos livros com qualquer temática, desde que em bom estado. “Aquele livro que está parado em casa é muito bem vindo na campanha, pode fazer a diferença para uma criança da comunidade. Com a ajuda de todos, muitas crianças e adolescentes terão a chance de entrar em contato com histórias, teorias, contos e técnicas. Esta experiência pode despertar os jovens da comunidade e seu entorno para outras oportunidades e revelar novos caminhos”, acredita Mariana Estevão, arquiteta e coordenadora do “Arquiteto de Família”, projeto integrante da política de responsabilidade social do Vital Brazil em parceria com a ONG Soluções Urbanas. 

Para aqueles que querem fazer doação e aproveitar para conhecer um pouco mais sobre as serpentes do Instituto Vital Brazil: toda sexta-feira, às 10h, já é tradicional a extração pública de veneno de cobra. Os visitantes assistem a uma “aula” sobre animais peçonhentos dos biólogos do instituto e podem manipular cobras não-venenosas. 

O Instituto Vital Brazil é uma empresa de ciência e tecnologia do Governo do Estado do Rio de Janeiro, ligada à Secretaria de Saúde e Defesa Civil. É um dos 18 laboratórios oficiais brasileiros e um dos três fornecedores de soros contra o veneno de animais peçonhentos para o Ministério da Saúde que o distribui para todo o Brasil. Fica na Rua Maestro José Botelho, 64, Vital Brazil, em Niterói. 



Um comentário:

Thaís disse...

Boa iniciativa! Vou doar alguns livros!